Entrevista Revista Agregados Online – Guilherme Ramos

Guilherme Ramos, engenheiro e diretor da STO Feiras e Eventos

1 – Qual a avaliação sobre o mercado de pavimentação nos últimos anos e especialmente para 2019?

R: O mercado de pavimentação vem realizando investimentos para oferecer soluções (equipamentos, tecnologia, produtos e materiais) eficientes para atender a demanda de ruas e estradas do país. No entanto, em decorrência da atual conjuntura econômico vivenciada pelo país, os investimentos nesse segmento continuam tímidos ante o desafio de melhorar a infraestrutura viária e rodoviária. A recente pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes sobre que as condições gerais das rodovias brasileira melhoraram um pouco, mas a situação do pavimento continua apresentando índices de deficiência na casa dos 50%.

2 – De que forma que a Paving Expo poderá contribuir positivamente com este cenário?

R: A Paving Expo tem a proposta de ser um evento diferenciado, ao englobar tudo o que está relacionado ao setor. Além de apresentar soluções inovadoras e lançamentos em produtos da cadeia produtiva da pavimentação, também haverá o debate dos assuntos mais importantes que norteiam o segmento bem como workshops e seminários técnicos para a atualização de conhecimento por parte de profissionais. Também relembraremos a história desse segmento, por meio da apresentação de máquinas antigas, bem como envolveremos os jovens do setor, por meio das redes sociais. Outra função social do evento será unir profissionais em busca de emprego a importantes empresas do setor, através de uma consultoria de Recursos Humanos que irá coordenar as atividades do Banco de Talentos.

3 – Quais as expectativas da organização para o evento?

R: Nossa expectativa é contar com mais de 80 expositores nacionais e internacionais e receber um público altamente qualificado de cerca de 8.000 visitantes, formado por presidentes, diretores, empresários, gerentes, técnicos e profissionais de toda cadeia produtiva, desde fornecedores, prestadores de serviços, fabricantes, contratantes e clientes; representantes de importantes entidades setoriais e de instituições governamentais e órgãos públicos, além de formadores de opinião, lideranças políticas e academia.

4 – Como vocês avaliam a relação do mercado de pavimentação com o setor de agregados?

R: O setor de agregados é extremamente importante para o mercado de pavimentação. Sem o agregado não há pavimento, uma vez que eles funcionam como um meio de ligação para formação de materiais compostos, como betumes e concreto de cimento, sendo, então, determinantes para a qualidade do material que será empregado em um processo de pavimentação.

5 – Como as novas tecnologias, como o aditivo Evotherm por exemplo, contribui para a o desenvolvimento da qualidade das operações de pavimentação?

R: O desenvolvimento de novas tecnologias é essencial para melhorar a eficiência, a qualidade, a dureza, a resistência e a durabilidade do pavimento, além de aumentar a produtividade de toda a operação. O Evotherm, por exemplo, possibilita a elevação da adesividade do asfalto com o agregado, resultando em uma superfície mais homogênea, além de proporcionar uma maior resistência ao tráfego de veículos.

6 – É possível estabelecer um tripé conectando agregados-pavimentação-qualidade do produto final?

R: Sim, porque os agregados influenciam a capacidade de transferência de carga dos pavimentos. Existe uma grande variedade de agregados que podem ser utilizados em revestimentos asfálticos, por isso é importante conhecer bem as características de cada agregado, a fim de aplica-los de acordo com a finalidade da obra.

7 – Ainda sobre qualidade, por que a pavimentação realizada corriqueiramente nas cidades ainda é tida como de baixa qualidade? Seria por causa da deficiência de tecnologia no asfalto produzido, ou da forma de aplicação inadequada dos prestadores de serviços especializados?

R: As companhias envolvidas nesse segmento conhecem profundamente o que precisa ser feito, mas é preciso haver um trabalho em conjunto com a iniciativa pública para resultar em uma decisão assertiva sobre quais matérias-primas, equipamentos e metodologia devem ser utilizadas em cada situação. Uma questão fundamental é o conhecimento sobre esse mercado. Infelizmente, quando se vê nas ruas e estradas tantos buracos, que afetam a vida cotidiana das pessoas e acarretam prejuízos pessoais ou para empresas de diversos segmentos, a sensação é de que a culpa decorre apenas da qualidade da matéria-prima aplicada, seja asfalto ou concreto. Mas, a verdade é que outras variáveis são importantes no processo de pavimentação, como o tipo de equipamento, o procedimento e critério técnico selecionados pela empresa contratada pelo órgão público local para a execução do serviço.

8 – Sendo o agregado um elemento fundamental para a execução de praticamente qualquer tipo de pavimentação convencional de vias, o que a Paving Expo traz especificamente como conteúdo dedicado à indústria de agregados?

R: Durante a Paving Conference haverá dois eventos de conteúdos ligados direta ou indiretamente ao segmento de agregados: Workshop do Asfalto e o Seminário de Solos e Asfaltos.

Os comentários estão encerrados.